Missa dos Santos Óleos – A bênção dos Santos Óleos para os Sacramentos

Na Quinta-feira Santa, acontece a Missa dos Santos Óleos. A Santa Missa é oficiada pelo Bispo da Diocese local e nela participam os sacerdotes de todas as paróquias acompanhados de uma delegação de fiéis para expressar a união da comunidade eclesial.

Nessa Missa, após a homilia, os padres fazem a Renovação das Promessas Sacerdotais diante do Bispo. Em outro momento, dentro da Santa Missa, acontece a bênção dos santos óleos.

Óleo de oliva misturado com perfume (bálsamo) é consagrado pelo Bispo para ser usado nas celebrações dos Sacramentos do Batismo, do Crisma, da Unção dos Enfermos e da Ordenação. Sempre que houver celebração com óleo, deve estar à disposição do ministro uma jarra com água, bacia, sabonete e toalha para as mãos.

Sacramento do Batismo

O santo Batismo é o nascimento para a vida cristã. Como a criança que nasce depende dos pais para viver, também nós dependemos da vida que Deus nos oferece. No Batismo, a Igreja reunida celebra essa experiência de sermos dependentes, filhos de Deus. Pelo Batismo, participamos da vida de Cristo. Jesus Cristo é o grande sinal de que Deus cuida de nós.

O Batismo nos dá, pela primeira vez, a graça santificante, que é a amizade e a presença de Deus no nosso coração. Junto com a graça recebemos o dom da Fé, da Esperança e da Caridade, assim como todas as demais virtudes, que devemos procurar proteger no nosso coração. Apaga o pecado original. Apaga os pecados atuais e todas as penas ligadas aos pecados. Imprime na nossa alma o caráter de cristão, fazendo de nós, filhos de Deus, membros da Santa Igreja Católica e herdeiros do Paraíso. Nos torna capazes de receber os outros Sacramentos.

Óleo dos Catecúmenos

Catecúmenos são os que se preparam para receber o Batismo, sejam adultos ou crianças, antes do rito da água. Este óleo significa a libertação do mal, a força de Deus que penetra no catecúmeno, o liberta e prepara para o nascimento pela água e pelo Espírito. A cor que representa esse óleo é a vermelha.

Sacramento do Crisma

“Tendo ouvido dizer que a Samaria acolhera a Palavra de Deus, os Apóstolos, que estavam em Jerusalém, enviaram lá Pedro e João. Estes, descendo até lá, oraram por eles a fim de que recebessem o Espírito Santo. Pois Ele ainda não descera sobre nenhum deles, mas somente haviam sido batizados em nome do Senhor Jesus. Então começaram impor-lhes as mãos, e eles recebiam o Espírito Santo” (At 8,14-17).

O Crisma completa a obra do santo Batismo. É o sacramento que dá o Espírito Santo para enraizar-nos mais profundamente na filiação divina, incorporar-nos mais firmemente a Cristo, tornar mais sólida a nossa vinculação com a Igreja, associar-nos mais à sua missão e ajudar-nos a dar testemunho da fé cristã pelo ensinamento, acompanhado das boas obras.

O Crisma imprime na alma do cristão um sinal espiritual ou indelével; razão pela qual só se pode receber este sacramento uma vez na vida. No Crisma, o batizado reafirma sua fé em Cristo, sendo ungido durante a cerimônia, recebendo os sete dons do Espírito Santo.

A unção é feita pelo Bispo ou padre autorizado, com óleo abençoado na quinta-feira da Semana Santa. É um sacramento instituído para dar oportunidade à pessoa batizada de confirmar os compromissos assumidos no Batismo. Simplificadamente, a cerimônia consiste na renovação das “promessas do batismo”, mediante perguntas do Bispo, que em geral a preside, feitas em voz alta e do mesmo modo respondidas pelo crismando perante a comunidade. Como o batismo, o Crisma também imprime caráter, podendo ser ministrado apenas uma vez a cada pessoa.

Por ser um ato de afirmação de compromissos, a pessoa pode jamais receber o crisma ou, indo participar da cerimônia, deixar de confirmar esses compromissos. De qualquer modo, quem não foi crismado ou quem se recusou a renovar os compromissos do batismo, pode fazê-lo em qualquer

Óleo do Crisma

Uma mistura de óleo e bálsamo, significando plenitude do Espírito Santo, revelando que o cristão deve irradiar “o bom perfume de Cristo”. É usado no sacramento da Confirmação (Crisma) quando o cristão é confirmado na graça e no dom do Espírito Santo, para viver como adulto na fé. Este óleo é usado também no sacramento do sacerdócio, para ungir os “escolhidos” que irão trabalhar no anúncio da Palavra de Deus, conduzindo o povo e santificando-o no ministério dos sacramentos. A cor que representa esse óleo é o branco ouro.

A unção dos enfermos é a cura. A doença nos mostra que somos limitados. A doença é também sinal de nossa falta de fraternidade, de nosso pecado. Deus cura a doença e a raiz da doença. Deus está presente em nosso esforço de arrancar o mal pela raiz. É o que celebramos na Unção dos Enfermos. A Unção dos Enfermos é o sacramento da salvação total, do corpo e do espírito ao mesmo tempo. É o sacramento da esperança, porque ajuda o doente a entregar-se confiante nas mãos de Deus.

Óleo dos Enfermos

É usado no sacramento da Unção dos Enfermos. Este óleo significa a força do Espírito de Deus para a provação da doença, para o fortalecimento da pessoa para enfrentar a dor e, inclusive a morte, se for vontade de Deus. A cor que representa esse óleo é a roxa.

Fonte: http://www.domluizbergonzini.com.br

Em nossa diocese de Foz do Iguaçu, a Missa dos Santos Óleos acontecerá na Quarta-feira (dia 04), às 19:30, na catedral Nossa Senhora de Guadalupe.

Publicado em 4 de abril de 2012, em Todos os arquivos. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Catarina Zanchitta

    Gostei muito vou explicar para as crianças da catequese.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: